Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A "ALQUIMIA" A SERVIÇO DO PROGRESSO!


Há alguns anos estamos vendo as cidades crescendo verticalmente. Onde havia casas, terrenos, hoje vemos edifícios sendo construídos.


Para a economia e geração de empregos isto é bom. Mas nem todos os aspectos são positivos.  A construção civil é responsável por um grande percentual de consumo dos recursos naturais extraídos e gera, no decorrer de sua obra, uma quantidade enorme de resíduos que se não houver o compromisso de reciclagem dos mesmos, acarretará em graves conseqüências ao meio ambiente.  


CHAKRAS E OS CRISTAIS! 




A quantidade destes entulhos mostra a deficiência no planejamento e execução da obra e  o desperdício de material e  no final, será repassado para  toda a sociedade causando o aumento do custo final das construções bem como o de remoção e tratamento, geralmente realizado pelos municípios. Quando depositado em área imprópria, o custo social toma dimensões imensuráveis devido à degradação da qualidade de vida urbanatransporte, enchente, contaminação dos solos, poluição visual, proliferação de vetores de doenças etc.

A  resolução CONAMA nº 307 estabelece critérios, diretrizes e procedimentos para a Gestão dos Resíduos da Construção Civil, que cria uma cadeia de responsabilidades gerador-transportador-municípios, mas a maioria das construções não a cumpre.

Em geral, os resíduos destinados à reciclagem são divididos em quatro classes:



AQUI MORA O PARAISO!






. Classe A (reutilizáveis e recicláveis como agregados)  – alvenaria, concreto, argamassa, solos e outros

. Classe B  ( recicláveis para outras destinações) – madeira, metal, plástico, papel e outros

. Classe C (sem tecnologia para reutilização e/ou reciclagem) – gesso e outros

. Classe D (resíduos perigosos)  - tintas, óleos, solventes, amianto etc.

A reciclagem é uma prática importante para a sustentabilidade, para reduzir custo e diminuir o impacto ambiental. Quando realizada,  torna  possível produzir agregados (areia, brita e bica corrida) bem como componentes de construção (blocos, briquetes, tubos para drenagem e placas).  A utilização de resíduos reciclados pode também atender  a construção de habitação de baixo custo  viabilizando  materiais de construção a custos inferiores, mas sem abrir mão da garantia de qualidade dos mesmos.

Processos menos sofisticados de gestão e reciclagem dos RCD’s (Resíduo de Construção e Demolição) podem gerar agregados adequados ao uso tais como material de enchimento para a preparação de terrenos, projetos de drenagem, sub-bases de vias (estradas e calçadas), sub-bases de pisos e outros produtos simples.


Para exemplificar empresas que acreditam na importância de ações sustentáveis para a conservação de recursos naturais e preservação do planeta podemos citar a Cyrela Brazil Realty  cujos empreendimentos são planejados de forma a minimizar o impacto ambiental http://www.cyrela.com.br/pt-br/construtora/responsabilidade-social#GestaoResiduos.

Portanto, faça você sua parte tendo também esta consciência  e ao buscar seu imóvel para compra ou na construção/reforma de sua casa, procure antes saber do compromisso da construtora com o meio ambiente.

PLANETA TERRA E A ÁGUA






“A responsabilidade social e a preservação ambiental significa um compromisso com a vida.”
João Bosco da Silva


Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores


. https://www.facebook.com/nitportalsocial                        




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares