Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

quinta-feira, 28 de julho de 2011

CURSOS DE IDIOMAS GRÁTIS PELA INTERNET!

Tendo em vista o orçamento “apertado”, muitas pessoas tiveram que abrir mão de cursos de aperfeiçoamento para poder arcar com as despesas de formação de seus filhos.

Hoje nossa dica vai para aqueles que querem cursar um idioma, mas não têm tido muito tempo disponível ou até mesmo a situação financeira não está permitindo.

Há alguns anos a internet disponibiliza um site Livemocha http://www.livemocha.com/, considerado o maior site de  aprendizado de idiomas do mundo com mais de nove milhões de pessoas inscritas. 

CURSOS ONLINE GRATUITOS COM CERTIFICADO DA FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS! 


Acesse o site, escolha um idioma de procure dedicar pelo menos uma hora diária para que seu rendimento seja o melhor possível. Tendo assiduidade e compromisso com o estudo dentro de seis meses você terá o conhecimento básico do idioma escolhido. É previsto para aquelas pessoas que tiverem uma freqüência e dedicação, que no prazo de dois anos consigam falar e ler com fluência.

O mais importante disto é que este curso é GRATUITO, http://www.livemocha.com/help/onlinehelp#prices com mais de 35 línguas oferecidas http://www.livemocha.com/learn-languages-online-free, com nível básico – para quem tem pouco ou nenhum conhecimento e nível intermediário – para quem tem maior conhecimento do idioma. Oferece diálogos com pessoas nativas “native speakers” que permitem o aprendizado de vocabulário e gramática. Oferece também cursos rápidos para VIAGEM, com palavras e frases básicas e essenciais para quem vai viajar.

Que tal, gostou? Então mãos à obra, tire um tempinho de seu dia e aprimore seus conhecimentos. Caso aprove esta metologia de ensino e queira estudar mais, existe a possibilidade de fazê-lo por lá, porém não mais gratuitamente.

Além de ser um curso de idiomas o Livemocha também funciona como um site de relacionamento com pessoas do mundo todo e com certeza existirão pessoas interessadas em aprender português e você terá a oportunidade de ser o professor e receber uma nota pelo seu desempenho no site por ajudar e a partir daí é uma troca, ajudar e ser ajudado.

Vale ressaltar que este curso só aceita pessoas maiores de 13 anos de idade.


Continue Lendo...

terça-feira, 26 de julho de 2011

A AVÓ QUE DEIXOU SAUDADES!

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é — lago sereno,
O céu — um manto azulado,
O mundo — um sonho dourado,
A vida — um hino d'amor!

Que aurora, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d'estrelas,
A terra de aromas cheia
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!

Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minhã irmã!

Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Da camisa aberta o peito,
— Pés descalços, braços nus —
Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!

Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo.
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar!

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
— Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
A sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!

PESSOA IDOSA: VIVENDO E APRENDENDO!


Este poema de Casimiro de Abreu, Meus 8 Anos, me transporta nas asas da saudade, à minha infância querida, ao colo tão acolhedor e protetor de minha avó Adalgisa, que igual a todas as outras deixa saudades. Meiga, zelosa, cuidadosa, carinhosa, não media esforços para agradar aos seus netos. Imagens ficaram marcadas em minha mente como a que quebrou  seu cofrinho para retirar moedas a fim de que eu pudesse comprar guloseimas na venda de seu Alvim; ao estar sempre à beira do fogão preparando comidas simples mas especiais como aqueles bolinhos de arroz e suas famosas netas de vagem! E vinha a noite quando sentávamos ao lado dela a contar estórias e eu ficava massageando aquela mistura de pele com pouca gordura que pendia embaixo de seus braços, marcas de uma vida de sacrifícios e ela ria... quantos conselhos, quantos exemplos, quanto amor e dedicação, quanta sabedoria.

Agradeço a DEUS por ter deixado que esse "anjo sem asas" fizesse parte de minha infância e de minha vida!

A todas as avós, a minha vó Gisa quer ela onde esteja, neste dia 26 de julho e em todos os dias do ano, o meu reconhecimento, meu amor e minha homenagem!

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

 https://www.facebook.com/nitportalsocial    
Continue Lendo...

sábado, 23 de julho de 2011

ANIMAIS EM CONDOMÍNIOS

Trata-se de um assunto polêmico e que tem trazido diversas brigas condominiais ou até mesmo ações na justiça: Animais em Condomínios.

Na verdade, não existe nenhuma lei no país que proíba a presença de animais em apartamentos, assim sendo condomínio nenhum pode proibir a presença de bichos de estimação no imóvel, mas em contrapartida manter cães, gatos, pássaros em apartamentos exige bom senso, vigilância e certos cuidados para que as regras da boa vizinhança não sejam descumpridas.

É de conhecimento de todos que a Convenção do Condomínio estabelece normas de disciplina e de caráter contratual que devem ser respeitadas, já que possui a força da lei entre as partes. Mas é importante lembrar que não pode jamais se sobrepor à regra geral do Código Civil Brasileiro e à Regra Especial da Lei de Condomínio – Lei 4591/1964 – onde é citado o capítulo sobre os  Direitos de Vizinhança do CCB que em seu artigo 554 determina que:  “O proprietário ou inquilino de um prédio tem o direito de impedir que o mau uso da propriedade vizinha possa prejudicar  a segurança, o sossego e a saúde dos que o habitam.”
Já o artigo 10º da Lei de Condomínio aponta que “É defeso (proibido) a qualquer condômino:

III – Destinar a unidade à utilização diversa da finalidade do prédio, ou usá-la de forma nociva ou perigosa ao sossego, à salubridade e à segurança dos demais condôminos.” E segundo o artigo 19º da mesma lei diz que “Cada condômino tem o direito de usar e fruir, com exclusividade,  de sua unidade autônoma, segundo as suas conveniências e interesses, condicionadas, uma e outras, às normas de boa vizinhança, e poderá usar as partes e coisas comuns, de maneira a não causar dano ou incômodo aos demais condôminos ou moradores, nem, obstáculo ou embaraço ao bom uso das mesmas por todos.”

Ou seja, se seu animal tem bom comportamento e não fere os direitos de seus vizinhos com latidos ou atitudes violentas, não há motivos para reclamações do condomínio e, portanto, segundo a advogada e presidente da UIPA, Geuza Leitão, nesta situação, se você vier a ser notificado pelo síndico, não deve o proprietário do animal pagar as multas impostas e muito menos ingressar em juízo pleiteando o direito de manter o animal em seu imóvel. Na realidade, o condomínio é que deverá levar o caso à justiça, por meios de prova documental, testemunhal e demais meios permitidos em direito e isto deverá ser feito em uma das unidades dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais (JECC), quando caberá ao juiz a decisão sobre a retirada ou não do animal do imóvel.

SOLIDÃO: AUSÊNCIA DO OUTRO E ENCONTRO COMIGO!


Enfim, nada melhor do que o espírito da boa vizinhança e saber que seus direitos terminam quando começam os  de seus vizinhos e, em caso de dúvidas sobre este assunto, consulte a UIPA (União  Protetora dos Animais) http://www.uipa.org.br/portal/ Internacional que disponibiliza modelos de parecer com a  fundamentação legal do tema e o seu advogado.
E aqui vai nosso link de hoje em defesa dos animais:

http://www.amigosdefrancisco.org.br/

"Amigos de Francisco",  uma instituição localizada em Miguel Pereira, Rio de Janeiro, que abriga temporariamente animais que estão aguardando por um lar ou que estejam se recuperando de cirurgias diversas e tem como objetivo amenizar sofrimentos dos animais.

Ana Porto/Sérgio  Honorato
Gestores


Continue Lendo...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

FELIZ DIA DO AMIGO!


" Amar ao próximo, como a ti mesmo." Este é o verdadeiro sentido da amizade!
Feliz Dia do Amigo para todos os parceiros, seguidores, amigos, instituições, voluntários e usuários do Nit Portal Social.

Ana Porto/Sergio Honorato
Continue Lendo...

HIV E A CASA MARIA DE MAGDALA

É com muito orgulho que nós, da cidade de Niterói, vemos a Casa Maria de Magdala completar 20 anos de atendimentos a pessoas portadoras de HIV.

Que a sociedade possa se mobilizar no sentido de ajudar, quer através de doações ou trabalho voluntário, para que eles possam continuar a oferecer à estas pessoas especiais um tratamento de qualidade, pautado no amor ao próximo e na fraternidade.

Ana Porto/Sergio Honorato


Continue Lendo...

terça-feira, 19 de julho de 2011

AMAZÔNIA E SUAS LENDAS!



Como havíamos prometido, estamos aqui novamente para falar sobre as deliciosas lendas da Amazônia. Vamos contar a Lenda Baré!

No início do mundo entrou no Rio Negro um grande navio, vindo de um rio maior ainda, cheio de gente que formavam pares. Mas existia nesta viagem um homem solitário que não foi aceito dentro do navio e por isso, viajou pelo lado de fora.
Quando o navio passou pela foz do Rio Negro, próximo as suas margens, os passageiros notaram que havia muita gente na margem do rio e o homem, ao avistar tantas pessoas, não resistiu e se jogou para fora do navio nadando para a margem do rio.
Ao chegar lá, ele foi preso por um grupo de mulheres guerreiras que tinham como princípio, aceitar apenas mulheres em seu grupo. Quando tinham necessidade de ter filhos, aprisionavam machos de outras tribos e se dessa relação nascesse uma criança do sexo masculino, elas matavam. Este seria também o destino do homem a quem elas deram o nome de Mira-Bóia (Gente Cobra)

Após terem submetido ele a um rigoroso teste de masculinidade, as mulheres então prepararam uma grande festa na primeira Lua Cheia, com uma grande fogueira no centro do pátio, frutas e mel silvestre. Os festejos duraram oito dias. Ao final, o grupo resolveu que Mira-Bóia ficaria morando com o grupo desde que gerasse um filho em cada uma delas. Teria que dormir três noites com uma mulher que estivesse em seu período fértil. Depois de cumprida sua missão seria executado assim como todo o filho homem que nascesse.

Assim foi feito e para que gerasse filhos em todas as mulheres ele teve que conviver com o grupo por um longo período. E a última mulher foi Tipa (Rouxinol), uma jovem bela que estava em seu primeiro período menstrual. Por ser a mais jovem de todas, mais bonita e muito querida por todos teve o consentimento de morar com Mira-Bóia até que sua barriga crescesse e aparecesse visualmente para o resto do grupo.

Mas a convivência e o tempo fizeram com que Tipa se apaixonasse perdidamente por ele. E a recíproca também era verdadeira. Sabendo que o destino do amado era a morte ela o convenceu a fugirem. Esta fuga aconteceu no primeiro período de Lua Nova, aproveitando que as guerreiras haviam saído para caçar e colher mel e frutas que seriam consumidos nos dias da festa da execução do Mira-Bóia.

MOTIVAÇÃO: A CHAVE DO SUCESSO! 



Após terem fugido, foram viver bem distante, possivelmente nas proximidades de Mura, no baixo Rio Negro. Anos se passaram e a família cresceu. O casal vivia momentos muito felizes junto a seus filhos e filhas e viram que podiam ser uma família ainda muito maior.

Foi então que Tupana ordenou que fosse até eles o seu mensageiro, que se chamava Purnaminari que lhes entregou a seguinte mensagem:
“O que vocês estão pensando agrada a Tupana, por isso ele me enviou, para ensinar vocês a trabalhar e com isso garantir a comida de todos os dias.”
E para que ensinamentos fossem passados Purnaminari passou a viver com eles. Após ter-lhes ensinado tudo, ele organizou uma grande festa com Dabacury, Adaby e Curiamã e lhes disse que agora que já sabiam de tudo o que lhes foi ensinado para sobreviver, eles voltariam para a terra de Tipa e tomariam todas as mulheres do grupo para que se tornassem mulheres deles. Assim eles seriam grandes, respeitados e conhecidos por Baré-Mira (povo Baré).

Purnaminari, o mensageiro de Tupana, retornou várias vezes para visitar e instruir seu povo. O grupo cresceu tanto a ponto de dominar totalmente a região do baixo e médio Rio Negro.
Ao chegarem a Cachoeira de Tawa (São Gabriel) permaneceram ali até que Purnaminari decidisse o novo destino do seu povo. Mas, Kurukui e Bururi se desentenderam e brigaram muito e resolveram se separar, cada um ficando de um lado da margem do rio.
Essa briga e posterior separação dos dois caracterizaram  desobediência às regras de Purnaminari e este ordenou ao povo não se misturar com outros grupos. Porém, os dois acharam que para poder aumentar seus grupos tinham que ter diversas mulheres. Guerrearam com grupos menores para tomar suas mulheres e assim se multiplicaram.

Tipa e Mira-Bóia receberam a mensagem que conseguiriam ser pais de um grande povo até que chegaria pelo rio maior, o que seria o maior e mais poderoso inimigo deles. O grupo imaginou diversas coisas destrutivas, mas em nenhum momento imaginaram que seria o homem branco, vindo do meio do mar, conforme testemunharam os Tupiniquins, Tupinambás e outros povos nativos da costa atlântica.
Como nos relata a história estes homens que vieram, ofereceram presentes, tentando se comunicar através de gestos e sinais. Mas os indígenas jamais poderiam imaginar as barbaridades que o homem branco seria capaz de fazer.
Povos e aldeias foram dizimados pelos franceses, holandeses e portugueses. Enquanto os índios lutavam com suas flechas e zarabatanas, os brancos disparavam com canhões contra eles.
 Mesmo dominado, preso e ferido, Ajuricaba, grande cacique guerreiro preferiu a morte, jogando-se acorrentado ao Rio Negro, aquele que durante tanto tempo lhe serviu de fonte de alimento e vida.

Hoje o povo que lá vive conta a lenda que Buburi e Curucui, dois índios guerreiros, disputaram o amor da linda índia Adana. Como ela havia fugido com Curucui de canoa, Bururi foi atrás do casal e os alcançando no meio do rio, as canoas se alagaram e ambos morreram afogados e seus corpos se transformaram nas respectivas corredeiras lá existentes. A índia Adana que se afogou no meio de seus pretendentes, transformou-se numa ilha, que recebe seu nome.

E ao falarmos em povos indígenas gostaríamos de dar conhecimento a todos vocês de uma instituição, "NOSSA TRIBO" http://www.nossatribo.org.br/index_2.asp que busca ampliar a comunicação entre os povos tradicionais indígenas e os não índios, defender a diversidade cultural, ambiental e os direitos humanos bem como promover e realizar cursos de informação, documentação e projetos culturais indígenas que estimulem o desenvolvimento sócioeconômico democrático, a preservação de suas tradições e a garantia de acesso destas etnias à informação.

"Todo ser humano nasce destituído de pensamentos racistas e preconceituosos;  a  convivência social é quem os insere nas mentes das pessoas fracas.”

 
Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

 https://www.facebook.com/nitportalsocial   
Continue Lendo...

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares