Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

TESTOSTERONA E SEU ORGANISMO!

Será que não existem mais “machões latino-americanos” como antigamente

A resposta será AFIRMATIVA, no que depender da quantidade de testosterona – hormônio masculino - existente no organismo do homem já que, após estudar mais de 1500 indivíduos entre 1987 e 2004,  a pesquisa realizada pelo New England  Research Institutes – EUA –afirma que houve um declínio em torno de 22% nos níveis deste hormônio no organismo do homem.

RISCOS DO USO INADEQUADO DE SHAKES!



Este trabalho encontra-se publicado na revista “The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism” e esta diminuição de taxa é atribuída às mudanças de estilo de vida e fatores ambientais, tais como estresse e tabagismo.
Mas também existe outro fator de grande contribuição, a obesidade, pois causa queda nos níveis de testosterona favorecendo o acúmulo de gordura e consequentemente o excesso de gordura pode  transformar testosterona em estrogênio, hormônio feminino.

EDUCAÇÃO SEXUAL! 


Esta perda hormonal pode acarretar a diminuição de libido, alterações no humor, perda óssea, disfunção sexual e anemia.

Portanto, fique de olho! Faça seu exame de sangue de rotina e sempre procure a orientação médica, pois existem tratamentos de reposição hormonal.

Como sempre, a prevenção é o melhor caminho! E por falar em prevenção gostaríamos de informar a todos os usuários e amigos do Nit Portal Social o trabalho desenvolvido pelo Instituto Doutores de Coração IDCOR http://www.doutoresdecoracao.blogspot.com na área de saúde preventiva, por intermédio de suas ações sociais. Conheça o trabalho deles, compartilhe com seus amigos e seja também voluntário!
101 RECEITAS FIT 

“O melhor remédio para a saúde é a PREVENÇÃO.”

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares