Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

terça-feira, 22 de novembro de 2011

PEÇA-ME TUDO, MENOS QUE EU COZINHE! MINHAS DESVENTURAS COM O FOGÃO!

Vida nova, casa nova... tudo vai bem até... "entrar na cozinha"!

Como muitas pessoas relatam, sua experiência na "arte de cozinhar" foi uma "tragédia" e com isso, grande parte delas não quer mais encarar este desafio e passa a não gostar mais da arte culinária.

Mas afaste de você este "verdadeiro terror"! Se dê novas chances! Que tal fazer um jantar surpresa e romântico para aquele a quem você ama ou surpreender sua família com suas novas habilidades?

E foi pensando nisto, que selecionamos oito sites de gastronomia que trazem receitas desde as mais simples, chamadas de dia a dia, até aquelas que ensinam pratos mais requintados cujo grau de dificuldade é maior.

Então? Animou-se? Selecione as receitas que quer preparar, monte o seu cardápio para este almoço ou jantar tão especial, vista seu avental e mãos à obra:

Para receitas básicas:
Receitas com vídeos:

Dicas de nutrição, sugestões de bebidas e técnicas culinárias

Dicas para facilitar a vida e receitas regionais

Receitas rápidas, de liquidificador com vídeos

Comidas do dia a dia, com passo a passo em vídeo

Técnicas de congelamento de alimentos, receitas diet e light

Receitas variadas com vários graus de dificuldade e dicas


Tenho certeza de que, depois desta nova experiência e com a aprovação de todos, em breve você estará pronta para ser uma "Chef de Cousin"!

E depois de falar tanto em "comidas gostosas" vamos para a contramão do mundo e falamos de "fome", de pessoas de classe social menos privilegiada que por muitas vezes não têm o que comer. Pensando nisto, em minimizar os efeitos da fome, através do combate ao desperdício de alimentos e promover educação e cidadania é que no ano de 1998 a ong  BANCO DE ALIMENTOS www.bancodealimentos.org.br foi fundada no Estado de São Paulo.

A iniciativa do Banco de Alimentos representa a formação de um ciclo sustentável. Ao passo que são arrecadados excedentes de produção e comercialização, diminui-se o acúmulo de lixo orgânico e o desperdício de alimentos próprios para consumo, que complementarão a alimentação de milhares de pessoas em situação de risco alimentar e social. Há também desta forma um favorecimento à inclusão social destes indivíduos por meio de melhoria da saúde e estímulo ao desenvolvimento psicomotor. Isto porque, além de visarmos uma alimentação balanceada por meio de realização de ações profiláticas e educativas voltadas às comunidades atendidas, beneficiamos somente instituições que possuam em seu programa ações de inclusão social.

No entanto estas ações seriam insuficientes se o problema não for tratado em sua origem: ou seja, minimizando a cultura do desperdício e estimulando o não preconceito em relação às partes não convencionais dos alimentos (cascas, folhas, talos e sementes).


Trata-se de uma idéia única por ser sustentável em diversos aspectos, evolvendo questões de responsabilidade ambiental, social, econômica e nutricional.

"Cada dia a natureza produz o suficiente para nossa carência. Se cada um tomasse o que lhe fosse necessário, não havia pobreza no mundo e ninguém morreria de fome."
Mahatma Gandhi 


Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares