Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

COMO MANTER SEUS FILHOS AFASTADOS DO BULLYING!

Novo período letivo chegando e com ele também as preocupações dos pais com relação ao comportamento, aproveitamento e socialização de seus filhos. Enquanto a escola é motivo de prazer para uns, é um verdadeiro castigo para outros. Não exatamente a escola ou os professores, mas os colegas de sala de aula. Estamos falando mais precisamente de um assunto tão em voga e que atormenta a vida de tantas crianças/adolescentes e consequentemente seus pais: o BULLYING.

Algumas atitudes na convivência familiar com seu filho podem ajudá-lo a se preservar deste problema. Vamos falar sobre algumas delas:

1 - O diálogo é importante sob todos os aspectos. Conversar com seu filho, procurar buscar dele informações sobre como está se sentindo, procurar conhecer suas angústias e medos é a melhor forma de se inteirar dos acontecimentos. Caso ele seja uma pessoa introvertida, de pouca conversa, incentive-o a  fazer desenhos sobre seus sentimentos ou até mesmo um diário. Mas lembre-se, o mais importante de tudo ainda é insistir em manter uma conversa por mais complicado que isto seja para ele. Comece fazendo perguntas do tipo - Como vai, filho, está tudo bem com você? Como está se sentindo hoje? Curtiu rever seus amigos e sua escola? Fez novos amiguinhos? - tentando fazer com que ele consiga sair de dentro do seu casulo e permitir que você participe dos acontecimentos de sua vida;

2 - Caso seu filho esteja tendo algum tipo de problema no relacionamento com seus colegas de escola e isto o esteja magoando ou criando nele medo ou raiva, tente incentivá-lo a praticar um esporte, pois quando nos magoamos com algo nossa energia cai. É importante liberar o sentimento de raiva, esta energia pesada e o esporte é excelente para isto. Jamais o incentive a não levar "desaforos para casa" e resolver na briga, quer ela física ou verbal. Ensine-o a resolver tudo na conversa, no diálogo, usando de sua inteligência;

3 - Faça seu filho entender que ninguém consegue nos ferir ou nos magoar sem a nossa permissão. Atribuir a outras pessoas aquilo que estamos permitindo que nos façam só nos torna cada vez mais infelizes e frágeis. Transmita  ao seu filho a força necessária para torná-lo protegido e mostre que esta força está na inteligência de reverter as situações, não por intermédio da violência e sim de atitudes e palavras inteligentes;

4 - Incentive-o a sempre olhar a vida pelo lado bom, ser otimista, ter pensamentos positivos e verá que os problemas se tornarão mais leves e as soluções surgirão com maior facilidade;

5 - Ensine a ele que sempre que surgir situações difíceis  é necessário respirar fundo e se imaginar cheio de coragem e força para achar a solução e enfrentar o problema, não esquecendo em momento algum em dividí-lo depois com você.


Situações adversas sempre ocorrerão, desafios sempre surgirão na vida de cada um, mas se tivermos preparado nossos filhos desde pequenos para percalços que a vida apresenta, com certeza eles terão equilíbrio, bom senso e sabedoria para passar por eles sem se deixar abater.

Que o início das atividades escolares seja de muita alegria, prazer e inocência para eles e que o ano letivo transcorra em clima de paz e harmonia tanto na escola quanto na vida familiar.

E por falar em educação e socialização de crianças e adolescentes vamos aqui mostrar o trabalho desenvolvido pela  FUNDAÇÃO CASA GRANDE - Memorial do Homem Kariri com sede em Nova Olinda, Ceará, Brasil.

A Fundação Casa Grande - Memorial do Homem Kariri http://www.fundacaocasagrande.org.br/principal.php tem como missão a formação educacional de crianças e jovens protagonistas em gestão cultural por meio de seus programas: Memória, Comunicação, Artes e Turismo.

Os programas de formação da Fundação Casa Grande desenvolvem atividades de complementação escolar através dos laboratórios de Conteúdo e Produção. O objetivo é a formação interdisciplinar das crianças e jovens, a sensibilização do ver, do ouvir, do fazer e conviver através do acesso a qualidade do conteúdo e ampliação do repertório tendo se tornado uma escola de referência em educação com a visão de levar "o mundo ao sertão". Mas não qualquer mundo e sim um mundo que proporcione as crianças e jovens o empoderamento da cultura e da cidadania.

"Os filhos tornam-se para os pais, segundo a educação que recebem, uma recompensa ou um castigo."
J. Petit Senn  

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares