Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

domingo, 18 de março de 2012

NAVEGAR SOBRE UMA PONTE, O QUE HÁ DE ESTRANHO NISTO?


Quem de nós já não passou por debaixo de uma ponte estando dentro de uma embarcação? Com certeza muitos de nós por tratar-se de um meio de transporte muito utilizado em cidades que tem uma extensão grande de água.
Hoje vamos falar de um tipo de construção rara de se encontrar no mundo, o que faz dela algo inusitado, uma atração.

Estamos falando da Wasserstrassenkreuz, um canal navegável, uma hidroponte, que possui a estrutura de um aqueduto (como o da Lapa, no Rio de Janeiro) e que foi projetada com a finalidade de ser cruzada por grandes embarcações. Mede um total de 920 m de comprimento, ela conecta dois canais, o Elbe-Havel e o Mittelland, ao passar por cima do rio Elba, um dos mais importantes da Europa.

Anteriormente, os canais eram ligados por uma passagem complicada, que se estendia por 12 km. Para tentar resolver isto, surgiu um planejamento que teve início há mais de um século com o objetivo de conectá-los, mas que teve que ser interrompido por conta da 2ª Guerra Mundial.

Após a reunificação da Alemanha (Oriental e Ocidental), este projeto foi retomado em 1998 e inaugurado em 2003 com um custo de 500 milhões de euros consumindo 24.000 toneladas de aço e 68.000 m³ de concreto.
Trata-se de uma obra de grande porte e complexidade, mas que tem seu objetivo alcançado, pois representa uma economia anual de bilhões de euros para a Alemanha por ligar o porto fluvial de Berlim ao Reno, tido como o mais importante rio da Europa.

Uma pequena amostra de que é possível resolver problemas de transporte, quer de cargas quanto de pessoas, quando os governantes têm vontade, determinação, know-how e tecnologia para isto! Que outros se espelhem em soluções como esta para unir povos e facilitar a vida de seus cidadãos.

Todo o conhecimento e saber adquirido vêm da escola, dos livros. E um homem bem formado, com grande conhecimento, pode contribuir muito com o crescimento de seu país, sua cidade. É só nos reportamos na História da humanidade aos grandes feitos destes homens que reverteram em grandes conquistas para nós, cidadãos.

Mas, infelizmente, boa escola é privilégio de uma minoria e a prática do aprendizado, através da leitura, não é cultuada em grande parte das famílias.
E, para tentar dar a oportunidade para aqueles que gostam mas não tiveram ou têm acesso aos livros é que nasceu o Recicla Leitores http://www.reciclaleitores.com.br/  uma campanha permanente de arrecadação de livros para serem entregues em comunidades carentes do Rio de Janeiro, tendo como principal objetivo levar a paixão pela leitura a essa população de baixa renda.

Então, já pensou em quantos livros existem em sua casa esquecidos pelos armários e estantes? Faça com que eles possam ser úteis a alguém e contribua para que novas oportunidades de leitura e aprendizado sejam dadas àqueles que querem e não têm!

“Se reconhece o valor dos governantes de um povo pelas suas obras.”



Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

Um comentário:

  1. Precisamos aprender a ter esta perseverança que ultrapassou um século e uma guerra para ter uma obra importante terminada. Fico imaginando se nossos governantes tivessem tido esta perseverança com relação a educação em nosso país, seríamos um povo mais culto sem exceção de classe e região. O projeto Recicla Leitores descruzou os braços e te convida a fazer o mesmo.
    “Um país se faz com homens (como os que idealizaram, projetaram e terminaram as obras citadas acima) e livros.” Monteiro Lobato.
    Obrigada Ana Porto pelo apoio.

    ResponderExcluir

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares