Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

FOTOGRAFIA, DIVERSÃO E ARTE!

Portal de Negócios e Responsabilidade Social Nit Portal Social
Fotografia, palavra grega que significa "desenhar com luz e contraste". 

De acordo com registros, a primeira fotografia reconhecida, surge no ano de 1826, atribuída ao francês Joseph Nicéphore Niépce, porém não se pode atribuir a uma só pessoa o surgimento desta arte. Trata-se de um processo de acúmulo de avanços através dos trabalhos realizados conjuntamente ou não, por diversas pessoas, ao longo dos anos.

CURSO DE AGENTE DE VIAGEM! 


Com o avanço da tecnologia, novos equipamentos surgem e permitem aos seus usuários recursos cada vez mais sofisticados, com qualidades de imagem e facilidade de seu manuseio, mais e mais popularizados, devido aos preços oferecidos no mercado. E com isso surgem ferramentas de informática que ajudam as pessoas a criarem seus álbuns, a incorporarem imagens em documentos e distribuí-los via internet.

Hoje, a necessidade das pessoas em registrarem todos os momentos é nítida! Fazem através de celulares, pois estão sempre à mão e estão sendo fabricados com qualidade de imagem e com a facilidade de envio direto para as redes sociais que se mantêm como um álbum aberto de vida, com possibilidades de curtidas, compartilhamentos e comentários.

Cada vez mais o homem usa de sua criatividade e capacidade técnica e cria  imagens inacreditáveis. É o caso da espanhola Cristina Otero, que através de seus autorretratos na série "Tutti Fruti", que combina frutas e maquiagens, proporcionando as suas fotografias tonalidades e expressões faciais muito criativas, que geram um excelente resultado. É importante frisar que a fotógrafa tem apenas dezesseis anos e pouco mais de dois anos de experiência na arte.

 COMO CUIDAR DE ORQUÍDEAS






Outro trabalho bastante inusitado e interessante é a do fotógrafo François Brunelle que se jogou mundo afora na busca por pessoas com extrema semelhança, sem serem parentes, ao criar o projeto "I'm not a look-alike". Ele é um profundo estudioso do rosto humano, desde 1968, quando iniciou-se na arte de fotografar. Suas fotos são feitas em preto e branco para valorizar as similaridades. O interessante é que ele recebe indicações através do site e busca finalizar 200 retratos ao redor do mundo e montar uma exposição internacional com essas fotos além de publicá-las em um livro.

Em dezembro de 2012, ao dar uma entrevista a Revista Época, Françoise demonstrou sua vontade em fotografar "duplas" brasileiras e pediu para que qualquer pessoa interessada envie mensagem através de sua página no Facebook.

No ano de 2011, o Nit Portal Social publicou um artigo "Nas Lentes de Um Fotógrafo, a Expressão da Realidade" onde faz a citação do projeto Olhares do Morro, projeto iniciado no ano de 2002 na favela Santa Marta, no Rio de Janeiro, que até então o espaço dado no noticiário da mídia era voltado para a violência. Este projeto veio do desejo de reduzir os muros mentais dos cidadãos do asfalto e mostrar à cidade como um todo a riqueza, complexidade e energia que a juventude e população das favelas possuem. 

PLANO B!




A Agência Olhares hoje representa um fotojornalismo engajado e autoral, proveniente do mundo todo para o mercado editorial brasileiro. Hoje, os fotógrafos das favelas não são mais vistos como jovens beneficiados por um projeto social, mas sim como FOTÓGRAFOS, na expressão da palavra!

 
 CURSO DE FOTOGRAFIA DIGITAL!




"A fotografia, antes de tudo é um testemunho. Quando se aponta a câmara para algum objeto ou sujeito, constrói-se um significado, faz-se uma escolha, seleciona-se um tema e conta-se uma história cabe a nós, espectadores, o imenso desafio de lê-las."
Ivan Lima

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

https://www.facebook.com/nitportalsocial                        



Continue Lendo...

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

GRAFITE E A ARTE!

Portal de Negócios e Responsabilidade Social Nit Portal Social
ARTE, derivação da palavra latina "ars" ou "artis". Em seu amplo sentido significa fazer ou produzir alguma coisa, traduzidos em criação, fabricação ou produção de algo.

A arte, seja ela qual for, nasce com um propósito: dar prazer, além, é claro, de dar a oportunidade às pessoas de conhecer a capacidade humana de sentir, pensar, interpretar e recriar o seu mundo, com sensibilidade e criatividade. Ela se vale de uma grande variedade de meios e materiais tais como a arquitetura, a escultura, a pintura, a escrita, a música, a dança, a fotografia, o teatro, o cinema dentre outros.

Desde que o mundo é mundo que a cultura de um povo é preservada através de sua arte, quer erudita ou popular, pois nos possibilita conhecer e estudar civilizações não mais existentes e criando um sentido para as que ainda hoje fazem a nossa história. Para o artista criador, seu objetivo é tocar os sentidos de quem aprecia sua obra e essas pessoas, com certeza, encontram-se muito adiante daqueles que não têm contato com o objeto estético. Portanto, é preciso ser artista e se recriar a cada dia.

A arte, dentro do contexto de sua produção cultural pode ser subdividida em:
  • arte acadêmica ou arte erudita - produções artísticas que pertencem a acervos particulares, geralmente conservadas em galerias de artes e museus e apreciada por um público conhecedor das linguagens artísticas
  • arte popular ou folclore - produções artísticas menos intelectualizadas, urbana e industrial. Trata-se de uma arte quase sempre anônima que expressa o sentimento e as idéias da coletividade
  • arte de massa - constituída por produtos industrializados e que se destina ao consumo
Falaremos aqui de uma forma de arte muito popularizada que é a arte do grafite, assim chamada por se tratar de um tipo de manifestação artística em espaços públicos.
Existem registros e relatos que esse tipo de arte existe desde o Império Romano, sendo que passou a ter visibilidade quando na década de 1970, na cidade de Nova Iorque, USA, alguns jovens passaram a deixar suas marcas nas paredes da cidade e com o passar dos anos, essas marcas foram evoluindo com técnicas e desenhos. E como todo movimento artístico que se preze, ele nunca está sozinho, estando especialmente ligado ao movimento de música do Hip Hop, que considera o grafite como forma de expressão de toda a opressão que a humanidade vive, leia-se "os menos favorecidos".

A porta de entrada do grafite aqui no Brasil foi pelo estado de São Paulo, no final dos anos 70 e com o passar dos anos os brasileiros que se dedicam a esse tipo de arte passaram a dar o toque brasileiro a seus desenhos, passando a ter um estilo próprio que é reconhecido entre os melhores de todo o mundo.

Existe um problema que ainda não conseguiu ser solucionado: de um lado aqueles artistas que fazem verdadeiras obras de arte, de qualidade, nos muros autorizados da cidade e de outro o movimento de pichação e vandalismo que é caracterizado pelo ato de escrever em muros, edifícios, monumentos e vias públicas, onde são usados desde o spray até o látex. E para tentar impedir esse tipo de atitude é que foi criada uma legislação, Lei de Crimes Ambientais nº 9.605/98, em seu artigo 65, que pune de três meses a um ano de cadeia e pagamento de multa. Mas, infelizmente, muitas pessoas ainda confundem o grafite artístico e lhe dão o nome de pichação. 

Como podemos observar, cada vez mais artistas aprimoram suas técnicas agora não somente criando em muros como também em asfaltos desenhos fantásticos utilizando a técnica de 3D (três dimensões). São verdadeiras obras de artes que valem à pena levar ao conhecimento das pessoas para que possam valorizar essa arte popular

Como reconhecimento dessa arte, o conde de Glasgow - Escócia, Patrick Boyle, no ano de 2007, renovou a pintura do castelo Kelburn utilizando parcialmente a arte do grafite, contratando para isso a mão-de-obra de artistas brasileiros, os Gêmeos, Gustavo e Otávio Pandolfo e o trabalho custou o equivalente a R$52.000,00

TEMAS SUPER CRIATIVOS PARA FESTAS INFANTIS! 


Um pouco da vida desses artistas: 
"Foi quando ainda viviam no mundo da fantasia ingênua e infantil, que tudo começou. Desde pequenos a maneira de brincar e construir os cenários onde seus personagens habitavam era minuciosa. Desmontado as peças originais de presentes que ganhavam, os irmãos refaziam com toda a delicadeza um outro universo. Com três anos de idade os lápis de cor e a imaginação já estavam presentes nos jogos e em todos os papeis espalhados pela casa. Desenhavam na mesma folha de papel e quando não, escolhiam os mesmo temas para ilustrar. O incentivo para mergulhar no mundo criativo que existia dentro deles sempre esteve presente na família, composta de outros artistas, como o irmão mais velho Arnaldo e a mãe Margarida. Também foram o pai e os avós que trouxeram a tona uma forma de apresentar ao mundo real toda a ânsia criativa que lhes transbordava.
O graffiti entrou na vida dos irmãos em 1986, quando ainda viviam na região central de São Paulo onde passaram sua infância e adolescência. A cultura hip hop chegava ao Brasil e os jovens do bairro começaram a colorir suas idéias nos muros da cidade. Naquela época, com apenas 12 anos, tudo era novidade e sem ter de onde tirar suas referencias, Gustavo e Otavio improvisavam e inventavam sua própria linguagem, pintando com tintas de carro, látex, spray e usando bicos de desodorante e perfume para moldar seus traços; já que ainda não existiam acessórios e produtos próprios para a prática. O que a cidade proporcionou a eles foi essencial para o desenvolvimento de todas as habilidades que se transformaram depois no estilo próprio e imediatamente reconhecível dos artistas. Uma infância criativa, que rendeu duas vidas ao mundo da arte contemporânea.
O graffiti atuou sempre como uma válvula de scape para a dupla. Uma maneira que encontraram de criar um mundo onde só se pode penetrar através de suas mentes e onde tudo funciona pela lógica própria de Tritrez, o universo habitado pelos personagens amarelos, onde brilha e reina a sintonia entre todos os seus elementos. Cada parte e cada detalhe esta mergulhada na magia que envolve a imaginação dos irmãos."

É importante que a sociedade veja essa arte como um movimento de cultura popular, a democratização da pintura e do grafismo que sai de suntuosas galerias e vai para as ruas onde a grande massa pode apreciar seus artistas e navegar no imaginário das obras, vislumbrando o que é belo.





PEQUENAS INVENÇÕES, GRANDES  IDÉIAS  GANHANDO DINHEIRO 



COM ELAS!É importante ressaltar, que os grafiteiros somente colocam suas pinturas em locais previamente autorizados, diferentemente dos pichadores, e muitos deles tentam ensinar a arte e educar os que praticam pichações, no sentido de tirá-los do vandalismo e trazê-los para o mundo artístico do grafite. Assim trabalha a Agência Quixote Spray Arte instituição que tem como objetivo gerar renda através da venda de produtos e prestação de serviços relacionados ao grafite. A Agência realiza serviços de grafite em fachadas, paredes internas, telas, camisetas e móveis, além de performances ao vivo para pessoas e empresas. Ela também promove cursos e workshops, e serve para inserir no mercado de trabalho os jovens que buscam no grafite seu futuro profissional.

"Obras-primas não são fruto de um nascimento solitário. Elas são a conseqüência de vários anos de pensamento em comum, de tal modo que a experiência da massa está por trás de uma única voz."
Virgínia Woolf  

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores


www.nitportalsocial.com.br
Continue Lendo...

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

SER VOLUNTÁRIO É SABER COMPARTILHAR!

Ser voluntário é saber compartilhar o que temos de mais precioso: amor, felicidade, sabedoria, conhecimento, tempo e humildade. O voluntariado, então, pressupõe o compartilhar e não o descartar as sobras do cotidiano. No momento em que nos predispomos a compartilhar o que temos de melhor com as pessoas, é possível, então, dizer que somos voluntários! Através do voluntariado aprendemos a ser empreendedores sociais, pois ele nos ensina a valorizar o amor ausente e não apenas o amor presente, a desconstruir conceitos, banir preconceitos e construir novos conceitos e, portanto, novos referenciais em nossas vidas.

Em síntese, é importante desenvolver a iniciação à arte de compartilhar: uma conduta sadia, inteligente, lógica e construtiva. Quem desenvolver, certamente experimentará uma nova escala de valores em suas vidas, humanizando cada vez mais o seu cotidiano. Não se trata de buscar respostas verbais sobre o papel do voluntário, mas de novas formas de agir, as quais sem dúvida exigem novos conhecimentos, novas condutas e novos aprendizados.

Como fazer? A resposta é: COMEÇAR PARA EXPERIMENTAR!
(Suzana Maria de Conto - Professora da Universidade de Caxias do Sul - UCS - e Voluntária)

Então, vamos iniciar o ano  distribuindo trabalho em forma de amor! Atendendo a uma solicitação feita pelo HUAP Voluntário - do Hospital Universitário Antonio Pedro - em Niterói - Rio de Janeiro, divulgamos aqui nesse espaço de Responsabilidade Social e Voluntariado do Nit Portal Social o início das inscrições:


"Estão abertas as inscrições para o trabalho voluntário no Hospital Universitário Antônio Pedro

Telefone: 26299330



Falar com a doutora Any" 

"Ninguém cometeu maior erro do que aquele que não fez nada só porque podia fazer muito pouco."  
Edmund Burke

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

Continue Lendo...

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

TERCEIRA IDADE - VIVENDO E APRENDENDO CADA DIA MAIS!

Portal de Negócios e Responsabilidade Social Nit Portal Social
Que a longevidade do brasileiro aumentou todos nós sabemos! Segundo dados do último censo realizado pelo IBGE os brasileiros estão vivendo, em média, 25 anos a mais do que na década de 60. Diga-se, de passagem, vivendo mais e muito melhor! Imaginem que mais de trinta mil brasileiros têm hoje mais de um século de vida! No ano de 1960, brasileiros com 65 anos ou mais representavam 2,7% da população e em 2010 esse percentual subiu para 7,4%. Hoje, tanto homens quanto mulheres chegam aos 70 anos com muita vitalidade e vontade de produzir, de forma ativa e fazendo planos. Já se foi o tempo em que, ao se aposentar, homens e mulheres colocavam "pijamas" e ficavam em casa assistindo televisão! A aposentadoria pode trazer uma sensação de inutilidade a esses idosos, que de uma hora para outra, sentem ter perdido seu espaço na sociedade. Então, é mais fácil ver essas pessoas se divertindo, dançando, viajando, namorando, passeando, estudando, do que sentados em frente a uma televisão comendo pipocas.

O que nós vemos hoje são pessoas idosas ainda no mercado de trabalho, desempenhando suas profissões e disputando com jovens, mas com um diferencial, a experiência adquirida através de muitos anos de trabalho! E com isso, surgem programas voltados para essa parcela da população que ainda tem muita sede de viver, quer no turismo, nos esportes e na área educacional.

Um exemplo disso é o que a USP - Universidade de São Paulo, através do projeto Universidade Aberta à Terceira Idade, disponibiliza para essas pessoas, gratuitamente,  mais de quatro mil vagas para cursos voltados para o público idoso. O objetivo é proporcionar ao aluno o aprofundamento em "conhecimentos em alguma área de seu interesse e ao mesmo tempo trocar experiências e informações com os jovens". São aulas na área de Saúde, Engenharia, Artes, Direito, Astronomia, dentre outras, cujas aulas serão no campus de São Paulo, Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto e São Carlos. É necessário que o interessado tenha, no mínimo, sessenta anos de idade, como estabelece a ONU e a UNESCO.

CURSO DE CUIDADOR DE IDOSO! 




Inscrição  e para maiores detalhes quanto as disciplinas e número de vagas existentes acesse UNATI 2013

De acordo com neurocientistas, o cérebro tem capacidade de expansão, o que permite o aperfeiçoamento da mente. Ele tem uma enorme capacidade de aprender, de se aperfeiçoar, de acordo com os exercícios que dermos a eles, sem falar da memória, pois quanto mais a usamos melhor ela fica. O mesmo vale para a linguagem, a atenção, a capacidade de raciocínio lógico, de planejamento, de visualização espacial.

São muitos os benefícios que alcançamos ao exercitarmos nosso cérebro, pois a atividade mental rica é um dos maiores fatores de proteção contra o declínio cognitivo com o envelhecimento normal. Daremos aqui algumas dicas para você exercitar seu cérebro:

- Leitura
- Palavras Cruzadas
- Exercícios Visuais (letras aparecem embaralhadas)
- Jogos de Memória
- Exercícios de Repetição com Música

Sugerimos um site, Cérebro Melhor, onde você poderá fazer diversos exercícios personalizados na forma de jogos bem como acompanhará seu desempenho, aumentando progressivamente o grau de dificuldade dos jogos, identificando seus pontos fracos e dando dicas para você deixar seu cérebro cada vez mais em forma.

ALIVIANDO A SOLIDÃO DA TERCEIRA IDADE! 




Aqui em Niterói a Fundação Dr. Carlos Augusto Bittencourt Silva criou o Projeto Gugu, que desde 1995 promove atividades físicas, como ginástica e dança de salão, além de teatro e coral, reintegrando o idoso à sociedade e melhorando sua autoestima em diversos bairros da cidade.



Lembre-se: não basta apenas exercitar o corpo... Corpo são em mente sã, esse é o segredo da longevidade!

"A vida bem preenchida torna-se longa."
Leonardo da Vinci   

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

https://www.facebook.com/nitportalsocial                        


Continue Lendo...

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares