Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

quarta-feira, 24 de julho de 2013

HEPATITE, ELA PODE ESTAR ONDE VOCÊ MENOS ESPERA!

Se eu tivesse escutado o ditado "se conselho fosse bom não se dava, vendia" talvez o resultado fosse outro!

Há muitos anos escuto, leio e assisto nos veículos de informação artigos sobre Hepatite, mas, como disse acima, nunca dei muita importância. Nunca tomei as providências necessárias para manter afastado de meu corpo esse vírus (minúsculo micro-organismo que uma vez dentro do nosso corpo  invade o fígado, toma posse das células e passa a se reproduzir) e agora tive a surpresa: Tenho hepatite tipo A!
Mas como contraí? Não sei! São tantas as possibilidades e se eu tivesse escutado o que os médicos em seus artigos diziam, teria tido a chance de não contrair a doença.

Vamos tentar entender um pouco mais... Existem diferentes tipos da doença:
- Causada por vírus;
- Autoimune - Quando nosso sistema imunológico reconhece seus próprios tecidos como estranhos, atacando-os para destruí-los;
- Causada por reação ao álcool, drogas ou medicamentos, já que é no fígado que estas substâncias são transformadas.

Agora é tarde, o "leite já foi derramado" e só me resta dizer para todos vocês:
- Faça o que eu digo e não o que eu FIZ!
Zele por sua saúde, é tão simples tomar alguns cuidados que podem evitar que você venha a fazer parte  desse quantitativo de  milhões de pessoas portadoras do vírus da Hepatite no Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Hepatologia.

Como se prevenir? Como disse é tão simples! Tome alguns cuidados:

- Na praia, como não sabemos a procedência dos alimentos e líquidos, evite consumi-los. Não conhecemos a origem da água, do gelo, do suco e se os alimentos foram devidamente higienizados. Lembre-se que água e alimento contaminados podem provocar Hepatite!
 


- No salão de beleza, nós mulheres costumamos não levar nossos equipamentos para uso particular e acabamos por nos expor ao uso dos aparelhos comuns a todos os clientes, que nem sempre são esterilizados corretamente. Saiba que se esses aparelhos tiverem algum vestígio de sangue (contaminado) você é infectada pelo vírus da doença;
- Manter relações sexuais sem o uso do preservativo é outra forma de nos expormos à contaminação, pois fluídos do corpo ou sêmen contaminados são os veículos necessários para a transmissão da doença.

Mas, afinal, o que é Hepatite? Para entender melhor vamos falar um pouco sobre as funções do fígado em nosso organismo.
O fígado é a maior glândula de nosso organismo e se localiza na parte superior direita do abdome. Tem como funções:
- Receber os nutrientes e as substâncias absorvidas no intestino;
- Armazenar nutrientes como glicose e aminoácidos para serem utilizados posteriormente pelo organismo;
- A partir destes nutrientes, produz várias substâncias usadas pelo organismo tais como proteínas e lipoproteínas;
- Produzir a bile, um líquido verde e denso que auxilia o intestino na digestão de gorduras;
- Transforma a estrutura química de medicamentos e outras substâncias para suavizar, inativar ou ativar essas substâncias através da ação das suas enzimas.

Agora vamos entender o que é a Hepatite:
É uma doença inflamatória do fígado que acarreta o comprometimento de suas funções. O que acontece ao fígado quando de sua contaminação?
- A Icterícia que é o acúmulo de bilirrubina (pigmento esverdeado usado pelo fígado para produção da bile) no sangue. Quando o fígado está inflamado, ocorre uma dificuldade de metabolização e eliminação da bile para o intestino, o que acarreta a cor amarelada das mucosas e da pele;
- Prejuízo na produção das proteínas e na neutralização de substâncias tóxicas;
- É o resultado final de qualquer inflamação persistente no fígado. É caracterizada por necrose (destruição das células), fibrose e nódulos de regeneração.

Até agora são conhecidos sete tipos de Hepatites virais específicas  (A, B, C, D, E, F e G),  causado, cada uma delas, por um vírus diferente. Mas vamos nos ater as mais comuns:

- Hepatite A - VHA - Existe vacina para prevenir a infecção por este vírus. Para os portadores crônicos de Hepatite B e C a vacinação contra a Hepatite A é gratuita. É provável que 45% da população brasileira adulta esteja suscetível à hepatite A. Vá até o posto de saúde mais próximo e informe-se a respeito;
- Hepatite B - VHB - É cem vezes mais contagiosa que a Aids. Este vírus causa uma séria forma da doença e  é transmitido quando o sangue ou fluídos orgânicos contaminados por ele penetram na corrente sanguínea, através de injeções ou ferimentos. Pode ser encontrado no sangue, na saliva, no sêmen na secreção vaginal, no fluxo menstrual e no leite materno e é bastante resistente ao meio ambiente. É também comum a contaminação dentro de uma mesma família, através do uso comum de escova de dente, barbeador e lâmina contaminada. Está sendo implementada a vacinação em todo país para a faixa etária até 49 anos;
- Hepatite C - VHC - É transmitida quando o sangue contaminado penetra na corrente sanguínea, através de transfusões, acupuntura, agulhas ou seringas compartilhadas, tatuagens, piercings, instrumentos de manicure entre outros. Assim como na Hepatite B o compartilhamento familiar também pode transmitir a doença. Não existe vacina contra a Hepatite C e poucos pacientes desenvolvem anticorpos contra as proteínas virais do VHC, assim a vacinação não tem se mostrado eficaz.

Somente exame de sangue específico é capaz de atestar de fato a contaminação. De acordo com pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha, 51% dos brasileiros desconhecem a doença ou pouco sabem com relação à gravidade da mesma.

Como vimos, o melhor caminho é a prevenção através da vacinação.

- No caso do VHA ela é dividida em duas doses para adultos e crianças (acima de um ano de idade), mas a injeção não faz parte do calendário oficial de imunização do Ministério da Saúde. É disponibilizada na rede particular de saúde, mediante um valor a ser pago;
- No caso do VHB o Ministério da Saúde disponibiliza vacina (três doses) para pessoas com até 49 anos. No caso de pessoas mais vulneráveis, como, por exemplo, gestante, manicure, trabalhador da área de saúde e doador de sangue também são vacinados gratuitamente. Outras pessoas que não se encaixem nesse grupo de risco deverão procurar pela vacina na rede particular de saúde, mediante um valor a ser pago;
- Já para o VHC o importante é reforçar a imunidade do nosso organismo. Não existe uma vacina contra o vírus tipo C.

Nascidos entre 1945 e 1965 devem procurar uma unidade básica de saúde (postos ou Clínicas da Família) e fazer um teste de hepatite C. O alerta, dado no Brasil pela Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (ABPH), foi lançado nos Estados Unidos após a constatação de que essas pessoas têm cinco vezes mais riscos de estarem contaminadas.
(Fonte extra.globo.com
)


Mas lembre-se que sempre ao sinal de qualquer sintoma estranho você deve buscar imediatamente um médico. Ele é a pessoa mais indicada para traçar um diagnóstico e futuro tratamento.
Além de seu médico você também poderá contar com grupos de apoio para a Hepatite C através dos emails

transpatica@transpatica.org.br 


Aproveite que no dia 28 de Julho comemora-se o Dia Mundial de Luta Contra a Hepatite e faça uma visita  de rotina a seu médico e peça  o encaminhamento para coleta de exame específico de sangue para exame de Hepatites A, B e C. E. Independentemente do resultado, a prevenção é melhor caminho. Vacine-se, tome todos os cuidados necessários em seu dia a dia e proteja seu fígado para quando precisar dele, ele possa estar em condições perfeitas de funcionamento.

Como sempre acontece, a sociedade se junta e cria instituições de ajuda aos menos favorecidos ou seja, aqueles que não têm acesso ao serviço. É o caso da instituição "C Tem que Saber C Tem que Curar" que reúne profissionais da saúde e outros, com os seguintes objetivos:

  • Reunir pessoas com Hepatite C e seus familiares para compartilhar experiências, forças e esperanças a fim de se ajudarem mutuamente em seu problema comum e melhorarem a sua qualidade de vida;
     
  • Divulgar e conscientizar a população em geral e a classe médica sobre as hepatites, em particular sobre a Hepatite C, seus riscos, tratamento e prevenção e estimular a cooperação entre centros médicos e estimular a pesquisa;
     
  • Convidar profissionais da área da saúde para proferir palestras sobre temas relacionados com a Hepatite C, seu tratamento e recuperação;
     
  • Colaborar com o governo na adoção de medidas de saúde pública referente à Hepatite C;
     
  • Defender os interesses dos portadores do vírus da Hepatite, através dos seguintes mecanismos:
    - Ações judiciais;
    - Representações ao Ministério Público;
    - Mobilizações populares;
    - Intercâmbio de informações e convênios com outras entidades para realização de programas e projetos;
    - Produzir e divulgar material informativo realizando a educação na saúde;
    - Desenvolver, promover e apoiar a realização de pesquisas, estudos, palestras e outros trabalhos científicos, de divulgação, organização ou culturais em sua área de interesse;
    - Estimular objetivos em todas as instâncias legislativas;
    - Outras atividades afins;
     
  • Defender direitos individuais, coletivos, difusos, etc.
     
"A gravidade da doença nos leva a melhor avaliar a preciosidade da saúde."
B. Calheiros Bomfim


Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares