Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

sexta-feira, 24 de julho de 2015

TÁ CERTO OU NÃO TÁ???

Tá certo ou não tá?
E o palhaço o que é? É ladrão de mulher!!!!!

E assim ele encantava toda a garotada...
"Palhaço Carequinha", a homenagem do Nit Portal Social pela passagem de seus 100 anos, afinal saudade não tem idade!

"George Savalla Gomes nasceu numa família circense, na cidade de Rio Bonito, interior do estado do Rio de Janeiro. Seus pais eram os trapezistas Elisa Savalla e Lázaro Gomes (George literalmente nasceu no circo, pois sua mãe grávida estava fazendo performance de trapézio quando entrou em trabalho de parto em pleno picadeiro). Deu início à sua carreira como palhaço Carequinha aos cinco anos de idade, no circo de sua família, quando este estava em apresentação em Carangola, cidade do interior do estado de Minas Gerais. Aos 12 era palhaço oficial do Circo Ocidental, pertencente ao seu padrasto.

Em 1938, estreou como cantor na Rádio Mayrink Veiga no Rio de Janeiro, no programa Picolino.

Já na televisão brasileira teve como marco o fato de ter sido o primeiro palhaço a ter um programa, o "Circo Bombril" (posteriormente rebatizado "Circo do Carequinha"), programa que comandou por 16 anos na TV Tupi nas décadas de 1950 e 1960.

Ainda nos anos 1960, num dia de domingo, Carequinha fez um programa na TV Piratini de Porto Alegre. O produtor do programa o abordou dizendo "os gaúchos conhecem o Carequinha devido ao programa do Rio de Janeiro transmitido em rede. Mas eles querem você ao vivo aqui no Rio Grande do Sul. Queremos fazer seus programas todos os domingos", afirmou. Carequinha, então, entrou em contato com um empresário chamado Nelson e depois do encerramento de cada programa dominical, às 16h, saía para as mais diversas cidades gaúchas, como Caxias do Sul, São Leopoldo, Uruguaiana e até Rivera, no Uruguai, para apresentar o seu circo até terça- feira, quando retornava para o Rio de Janeiro, a realizar o seu programa na TV Tupi, nas quintas-feiras. Aos sábados, apresentava o seu circo na TV Curitiba.

Assim, era comum no final do programa anúncios como "Alô garotada de Uruguaiana, Carequinha e o seu circo estarão aí…". O palhaço e a sua troupe (Fred, Zumbi, Meio Quilo e cia.) costumavam se hospedar em Porto Alegre no antigo Hotel Majestic, hoje a Casa de Cultura Mário Quintana. O vendedor e representante da Copacabana Discos (gravadora do Carequinha) em Porto Alegre, o Jajá (Jairo Juliano), foi convidado por Carequinha a ser o apresentador do seu programa nessa época.

Carequinha também apresentou o seu circo na TV Gaúcha, que foi o embrião da Rede Brasil Sul de Comunicações (RBS) e finalmente, na TV Difusora (pioneira na transmissão ao vivo de um evento nacional em cores: A Festa da Uva, 1972) anunciando os desenhos animados da garotada, além de apresentar nas tardes de sábado o programa americano "O Circo".

Vale destacar que Carequinha, participante do início da TV Tupi – Rio, também estava no estágio final da citada televisão com o programa local, "O Circo do Carequinha".

Em 1976 o cineasta Roberto Machado Junior fez um documentário sobre Carequinha que teve o próprio palhaço como autor do roteiro.

Nos anos 1980, apresentou um programa infantil chamado Circo Alegre, na extinta TV Manchete. O Circo Alegre tinha a assistência da ajudante Paulinha e das professoras da Escola de Dança Sininho de Ouro, de Niterói (RJ). Na TV Manchete, ele gravava um programa de oito horas por dia para uma semana inteira e a empresária Marlene Mattos era a sua assessora. Após dois anos e meio de "Circo Alegre", com a saída de Carequinha, as características fundamentais do seu programa foram incorporados pelo de Xuxa, O "Clube da Criança". "Eu inventei essas brincadeiras com crianças, tão comuns hoje nos programas infantis. Eu as pegava para dar cambalhota, rodar bambolê, calçar sapatos, vestir paletó primeiro, brincadeiras com maçã e furar bolas", conta o palhaço.

Na Globo, participou do programa Escolinha do Professor Raimundo e da novela As Três Marias.

Seu último trabalho na televisão foi na Rede Globo, com uma participação na minissérie "Hoje é dia de Maria" em 2005.

Aos noventa anos, o artista morreu em sua casa em São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro. Durante a madrugada, ele queixou-se de falta de ar e dores no peito, e morreu antes de receber atendimento médico. Foi enterrado no dia seguinte, no cemitério de São Miguel, na mesma cidade. Seu terno colorido, com o qual sempre se apresentava em seus espetáculos, foi também posto no caixão e assim enterrado juntamente com o corpo do artista. O local tem grande valor simbólico, neste cemitério estão a maior parte das 400 vítimas de um incidente de um circo ocorrido em 1961, na cidade de Niterói - o incêndio no Gran Circus Norte Americano.

Durante anos, o artista expressou publicamente (em entrevistas para jornais e para a televisão) sua intenção de ser enterrado com a cara pintada - segundo ele, para "alegrar os mortos". Seu desejo não foi atendido pela família, que exigiu que ele fosse enterrado com a cara limpa. No entanto, permitiram que ele fosse sepultado vestindo uma roupa de palhaço.

Fonte: Letras

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Nit Portal Social
Planejamento, Gerenciamento, Monitoramento de Mídias Sociais para Empresas & Responsabilidade Social



Continue Lendo...

segunda-feira, 20 de julho de 2015

AMIGO, UM ENSAIO!

Difícil querer definir amigo...

Amigo é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta.

Amigo é mais que um ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas. É quem tentou e fez, e não tem o egoísmo de não querer compartilhar o que aprendeu. É aquele que cede e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer contigo já o realimenta, satisfaz. É quem já sentiu ou um dia vai sentir o mesmo que você. É a compreensão para o seu cansaço e a insatisfação para a sua reticência.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir devagar, a angústia pela compreensão dos acontecimentos, a sede pelo “por vir”. É ao mesmo tempo espelho que te reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas. É quem fica enfurecido por enxergar seu erro, querer tanto o seu bem e saber que a perfeição é utopia. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais seu sorriso.

Amigo é aquele que toca na sua ferida numa mesa de chopp, acompanha suas vitórias, faz piada amenizando problemas. É quem tem medo, dor, náusea, cólica, gozo, igualzinho a você. É quem sabe que viver é ter história pra contar. É quem sorri pra você sem motivo aparente, é quem sofre com seu sofrimento, é o padrinho filosófico dos seus filhos. É o achar daquilo que você nem sabia que buscava.

Amigo é aquele que te lê em cartas esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas. É aquele que te ouve ao telefone mesmo quando a ligação é caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se tivesse olhando em seus olhos. Amigo é multimídia.

Olhos… Amigo é quem fala e ouve com o olhar, o seu e o dele em sintonia telepática. É aquele que percebe em seus olhos seus desejos, seus disfarces, alegria, medo. É aquele que aguarda pacientemente e se entusiasma quando vê surgir aquele tao esperado brilho no seu olhar, e é quem tem uma palavra sob medida quando estes mesmos olhos estão amplificando tristeza interior. É lua nova, é a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores que cabem todas na sua íris.

Amigo é aquele que te diz “eu te amo” sem qualquer medo de má interpretação: amigo é quem te ama “e ponto”. É verdade e razão, sonho e sentimento. 
Amigo é para sempre, mesmo que o sempre não exista.

Por Marcelo Batalha

Aos nossos milhões de amigos que fazem parte de nosso dia a dia, o nosso agradecimento pela participação de cada um de vocês no trabalho do Nit Portal Social!

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Nit Portal Social
Planejamento, Gerenciamento, Monitoramento de Mídias Sociais para Empresas & Responsabilidade Social
Continue Lendo...

quarta-feira, 15 de julho de 2015

ASSERTIVIDADE!

O autor Terry Gillen, em seu livro Assertividade, apresenta uma equação bastante simples para exemplificar a importância de sermos assertivos perante uma adversidade:


Terry explica que a situação a ser enfrentada, somada ao nosso comportamento, determinará o resultado.

Com isso, se conseguirmos ser assertivos perante os conflitos que precisamos enfrentar diariamente, provavelmente resolveremos da melhor forma grande parte deles.


 CURSOS ONLINE GRATUITOS EM TECNOLOGIA DIGITAL!



Mas como desenvolver a assertividade?

Veja 5 dicas essenciais para que você comece a treinar este importante comportamento:

1) Desenvolva a autoconfiança. Você precisa confiar mais em sua capacidade de resolver um problema específico sem perder a razão, sem ser agressivo ou ficar arrependido posteriormente por ações intempestivas. Assertividade é diferente de agressividade. Analise o seu comportamento a cada situação de conflito e procure aprimorar a autoconfiança em cada uma delas. Com o tempo você perceberá que os resultados mais positivos vêm de atitudes mais assertivas - quando você consegue manter a calma ao resolver uma determinada questão.



DESCENDO A SERRA DO MAR EM UMA VIAGEM DESLUMBRANTE!


2) Desenvolva a escuta ativa. Para ser assertivo você precisará entender o que está acontecendo. Muitas vezes vemos uma simples “ventania” como um “tsunami”, porque não compreendemos de fato o problema. Escutar antes todas as partes envolvidas é fundamental para uma boa resolução. Após esta etapa, faça perguntas, verificando se você compreendeu o ponto de vista da outra pessoa e, então, tome a atitude que lhe parecer mais correta.

3) Desenvolva a comunicação assertiva. Não comece uma frase com “você”, pois ela sai como mais um julgamento ou ataque e coloca as pessoas na defensiva. Se você começar com "eu", o foco é mais sobre como você está se sentindo e como você é afetado pelo comportamento do outro.

"REPÚBLICA PARA IDOSOS" ALIVIANDO A SOLIDÃO DA TERCEIRA IDADE!


Por exemplo, troque “você precisa parar com isso” por “eu gostaria que você parasse com isso”.


Além disso, para deixar que outra pessoa saiba sobre os seus sentimentos, utilize a fórmula “quando você (seu comportamento)” – “eu me sinto (meus sentimentos)”. Veja o exemplo:

“Quando você grita, eu me sinto desorientada.” A comunicação assertiva faz com que você, ao invés de culpar e julgar o outro, se expresse de tal forma que a outra pessoa perceba o que você sente ou precisa.


DIETA DE 21 DIAS!



4) Aprenda a receber críticas de forma positiva. Aceitar feedbacks positivamente não quer dizer que você deva concordar com tudo o que for dito. É, na verdade, escutar o outro, analisando o que de positivo você pode extrair daquele feedback, é estar preparado para dizer “não concordo” quando você tiver dados e fatos que comprovem a sua discordância e, claro, aceitar que muitas vezes, você é quem está errado. Tenha humildade para reconhecer os seus erros.

5) Aprenda a dizer “não” quando for necessário. Conheça os seus limites e aceite que você não pode fazer tudo nem agradar a todos. Sugira uma solução "ganha-ganha" nas situações que vivenciar e faça o que parecer certo para você. Prometa apenas o que realmente possa cumprir.


REEDUCAÇÃO ALIMENTAR SEM SEGREDO!



Por Denise de Moura

Aproveitamos para apresentar o trabalho da instituição "Céu Azul", recém-criada, para discutir comportamento de pessoas autistas em Divinópolis, Minas Gerais.

A ong se reúne por mês com mais de 100 mães que participam de palestras e discussões com profissionais, sobre Autismo. Muitas crianças que já iniciaram o tratamento com terapia comportamental através da instituição já estão alcançando progressos. 

Acesse G1- Centro Oeste MG e conheça melhor este trabalho.

Ana Porto/Sérgio Honorato
Gestores

https://www.facebook.com/nitportalsocial                        


Continue Lendo...

quarta-feira, 8 de julho de 2015

HORA DE MUDAR!

Nos últimos tempos, temos acompanhado com alguma perplexidade, notícias sobre escândalos financeiros envolvendo grandes empresas e com a participação de grandes bancos internacionais.







 MOTIVAÇÃO: A CHAVE PARA O SUCESSO!


Isso tem levado pessoas e famílias ao mesmo grau de marginalidade de políticos e empresários corruptos envolvidos em algum tipo de fraude ou desvio, apenas porque em algum momento de suas vidas, optaram por constituir sua poupança ou reserva financeira fora do país e para isso, abriram e/ou mantiveram suas contas nestes bancos, hoje sob os holofotes da mídia espalhados pelo mundo.

AVALIANDO E DETECTANDO PROBLEMAS DE SAÚDE EM NOSSOS FILHOS!


Isso está acontecendo principalmente pelos seguintes motivos:

O primeiro, são as ações que vem sendo tomadas pelos governos dos principais países europeus para
coibir seus cidadãos de utilizem os considerados "paraísos fiscais", como forma de não pagar ou diminuir o pagamento e a incidência dos tributos sobre suas rendas.








CURSO GESTÃO DE CONFLITOS!



O segundo, a criação do FATCA (Foreign Account Tax Compliance Act) lei de combate a evasão fiscal implementada pelo governo dos EUA que entrou em vigor em julho de 2014 e que obriga as instituições financeiras estrangeiras e os governos dos países signatários do acordo, a trocarem informações e movimentações bancárias de seus cidadãos nessas jurisdições.


PESSOA IDOSA E A FAMÍLIA!


Por isso minha pergunta. "Não será este o momento de mudar?"

De aproveitar e rever a forma como foram constituídas essas reservas muitas vezes a muito tempo atrás pelos nossos pais ou avós, em momentos e condições completamente diferentes das que vivemos hoje e rever os seus meios e suas formas ?

De aproveitar e promover com a ajuda de profissionais especializados, o "planejamento financeiro aliado ao processo de sucessão familiar" para que a atual geração bem como as que virão a seguir (nossos filhos e netos), possam desfrutar dessa poupança sem o medo e o receio de ver seus nomes e/ou de seus familiares expostos nas páginas policiais.

Reinaldo Zakalski da Silva 
CEO da BISEC

CURSO DE MEMORIZAÇÃO E LEITURA DINÂMICA!



Estamos falando em "mudanças" que trazem bons frutos. Capacitar profissionalmente crianças, jovens e adultos é um olhar para o futuro pela transformação social.


Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

 https://www.facebook.com/nitportalsocial                        

Continue Lendo...

sexta-feira, 3 de julho de 2015

SEUS TALENTOS E AS NECESSIDADES DO MUNDO!

A felicidade pessoal e profissional está diretamente relacionada à necessidade de que todos nós temos de nos sentirmos úteis. Úteis à nossa empresa, úteis à sociedade, úteis ao nosso país, úteis à nossa família.

Não basta possuirmos ou desenvolvermos um talento específico. Precisamos saber como iremos contribuir com as pessoas, usando os nossos talentos.


EU, VOCE E ILHA DO MEL!


Há alguns anos conheci uma musicista que toca violino em um famoso teatro em Londres. Ela recebe muito bem por isso, as pessoas pagam caro para ver a sua orquestra tocar e ela tem orgulho do seu trabalho. Mas existe um momento especial em que ela sente que o seu talento de fato contribui com as necessidades do mundo: quando está em sala de aula, ensinando violino para crianças carentes – um trabalho voluntário que ela vem realizando há 5 anos.

PLANO B: UM GUIA DE INSPIRAÇÃO DE PROJETO PARALELO!


“Quando vejo o sorriso no rosto de uma criança ao tocar suas primeiras notas no violino, sinto uma
imensa alegria. Elas começam a visualizar um futuro promissor e isso é muito gratificante para mim”, diz a musicista.

Vamos levar esse exemplo para o mundo corporativo.

Muitas pesquisas de clima organizacional têm mostrado que a satisfação de um profissional está diretamente relacionada ao sentimento que ele tem de se sentir útil à empresa em que atua.

AS DIVERSAS FACES DE SER MULHER!


E este sentimento de utilidade vai muito além daquele sentimento de cumprir uma determinada tarefa ou atingir uma meta específica dentro de uma organização. Ele está ligado à percepção que um colaborador tem da sua importância na empresa em que atua e como consegue fazer a diferença nela.

É o líder que tem a nobre missão de inspirar outras pessoas a fazer o seu melhor, e depois de algum tempo percebe que está formando profissionais melhores do que ele.

É o colaborador que utiliza todo o seu potencial não apenas para “atingir as suas metas”, mas
para ajudar toda a sua equipe a alcançar os resultados que a empresa espera. Ele não pergunta ao colega: "você quer ajuda?" Não! Ele ajuda e contribui em equipe, mesmo quando o chefe não está olhando, porque se sente bem com esta atitude.

É a organização que conhece todos os seus talentos internos e utiliza-os da melhor forma possível, alocando-os onde mais podem contribuir para fazer a diferença. Mais do que estar preocupada com a sua imagem externa, ela quer ter uma boa imagem junto aos seus colaboradores.

FAÇA A DIFERENÇA POR UM MUNDO MELHOR!


Pense bem:

O bom vendedor não é aquele que se sente útil atingindo ou superando as suas metas de venda. O bom vendedor é aquele que se sente realmente feliz quando percebe que o seu cliente está fazendo um bom negócio.

O bom autor não é aquele que fica feliz porque vende muitos exemplares de livro. O bom autor é aquele que consegue ampliar os horizontes das pessoas com suas palavras.

Na verdade, o sentimento de utilidade está diretamente ligado a encontrar a sua missão no mundo.

Quando descobrir como e onde os seus talentos se encontram com as necessidades do mundo, entenderá qual é a sua missão e, assim, você provavelmente se sentirá realmente pleno como pessoa e como profissional.

CULINÁRIA LUCRATIVA! 


O filósofo Aristóteles dizia: "onde os seus talentos e as necessidades do mundo se cruzam: aí está a sua vocação."

Por Denise de Moura

Como vimos acima, o artigo fala a respeito do "talento" que cada pessoa traz dentro de si e para fazer com que crianças saiam da rua e descubram seus talentos, abrindo-lhes oportunidades e trabalhando sua autoestima é que a Escola de Música Spanta Neném  atende cerca de 100 crianças no Morro Dona Marta. 

As crianças recebem aulas de cavaquinho, violão, percussão e flauta.

NÃO USO MAIS, O QUE FAZER?


O corpo docente da Escola de Música Spanta Neném também é formado por moradores do Dona Marta, criando oportunidade de emprego aos que vivem na comunidade. A Escola de Música Spanta Neném é o primeiro braço do Projeto Spanta Neném, que engloba todas as ações sociais do bloco. 

Acesse e conheça melhor este trabalho. Ajude a divulgá-lo entre seus amigos!

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores

.https://www.facebook.com/nitportalsocial                        
Continue Lendo...

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares