Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

RELÍQUIA DE UMA GRANDE HISTÓRIA DE AMOR!

De modo geral, grandes tragédias mundiais acabam por inspirar grandes produtores de cinema e se tornam filmes com recorde de bilheteria. 

É o caso do TITANIC, construído há mais de um século, para ser o maior, o mais luxuoso e mais seguro transatlântico do mundo. 

Sua partida atraiu milhares de pessoas ao porto de Southampton e tinha como passageiros milionários e expoentes das altas sociedades britânica e americana. Mas o sonho de tantos que embarcaram em busca de uma viagem mágica terminou em tragédia, quando na madrugada de 15 de abril de 1912 o navio afundava nas águas do Atlântico Norte, apenas 5 dias após ter levantado âncora, deixando 1.500 pessoas mortas das 2.200 que embarcaram. 







A partir daí, historiadores e cientistas viveram o sonho de buscar nestas águas seus destroços para elucidar detalhes da tragédia. Foi quando no ano de 1985, a 4km de profundidade, e a 725km da cidade de Nova York, seus destroços foram encontrados.






Imagina-se o tesouro que habita as profundezas do mar, já que o transatlântico levava pessoas de alto poder aquisitivo e com elas seus pertences, suas jóias, barras de ouro etc.
Mas vamos aqui falar de uma relíquia, de alto valor sentimental, encontrada dentro de uma caixa amarrada ao corpo do maestro da orquestra Wallace Hartley, que ficou conhecido por ter tocado até os últimos minutos antes do naufrágio total da embarcação. O maestro teve seu corpo encontrado após dez dias do acidente e ligado a ele, dentro de uma caixa, sua paixão, seu violino.

O referido instrumento foi presente de sua noiva por ocasião do noivado do casal e após seu resgate foi enviado para Maria Robinson, sua noiva.
Ao falecer, Maria confiou a peça ao Exército da Salvação e teve como destino final o sótão de uma família.





Encontrado tempos depois, foram necessários sete anos para provar sua autenticidade graças a uma inscrição gravada em uma pequena placa e sedimentos e ferrugens compatíveis com uma imersão na água do mar, encrustada na madeira de pau rosa: "Para Wallys, por ocasião de nosso noivado. Maria".

Segundo a casa de leilões britânica Henry Aldridge & Son a peça está avaliada em pelo menos 100 mil euros.



Hoje vamos apresentar a organização Gira Solidário cuja missão é promover e defender a garantia dos direitos da infância, adolescência, juventude e suas famílias, despertando talentos e potencialidades.

Um de seus projetos é o Pau Brasil. Em uma das regiões mais pobres de Campo Grande - MS, o aluno que passa nos testes semestrais de marcenaria ganha como presente ferramentas e vai enchendo as caixas até concluir 3 anos de formação e começar a receber as encomendas.

No meio do caminho, os alunos aprendem a fazer móveis de uma forma diferente, com design moderno e, principalmente, sustentáveis. As peças são de madeira de reflorestamento e nenhuma recebe pregos ou parafusos. Tudo é feito na base do encaixe e cola.

A qualidade das peças e da formação dos meninos traz projeção, como a participação na Casa Cor, principal mostra de arquitetura e paisagismo do Brasil.

Uma das formas de seleção é justamente pela vulnerabilidade. Meninos que moram com as mães e os irmãos, em situação de pobreza, são maioria na turma de 50 vagas.

Acesse, conheça  o trabalho e ajude a divulgá-lo, compartilhando este artigo com seus amigos e suas redes sociais!

E se você gosta de nosso trabalho vote no Nit Portal Social acessando  TOP BLOG 2016, onde somos um dos semifinalistas.

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Nit Portal Social
Planejamento, Gerenciamento, Monitoramento de Mídias Sociais & Responsabilidade Social





Continue Lendo...

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

VOCÊ TEM TRANSTORNO DO DÉFICIT DE ATENÇÃO/HIPERATIVIDADE- TDAH? FAÇA O TESTE!

TDAH (transtorno do déficit de atenção/hiperatividade) é um distúrbio neurobiológico crônico que se caracteriza por desatenção, desassossego e impulsividade. Esses sinais devem obrigatoriamente manifestar-se na infância, mas podem perdurar por toda a vida, se não forem devidamente reconhecidos e tratados.

O distúrbio afeta de 3% a 5% das crianças em idade escolar e sua prevalência é maior entre os meninos. A dificuldade para manter o foco nas atividades propostas e a agitação motora que caracterizam a síndrome podem prejudicar o aproveitamento escolar e ser responsável por rótulos depreciativos que não correspondem ao potencial psicopedagógico dessas crianças.

TDAH não é uma doença nova. Já foi descrita em meados do século 19 e sua frequência é igual em todo o mundo. De acordo com o DSM.IV, o manual de classificação das doenças mentais, a síndrome pode ser classificada em três tipos:1) TDAH com predomínio de sintomas de desatenção; 2) TDAH com predomínio de sintomas de hiperatividade/impulsividade e 3) TDAH combinado.

Em todas as faixas etárias, portadores do transtorno estão sujeitos a desenvolver comorbidades, isto é, a desenvolver simultaneamente distúrbios psiquiátricos, como ansiedade e depressão. Na adolescência, o risco maior está no uso abusivo do álcool e de outras drogas.

Causas

Estudos apontam a predisposição genética e a ocorrência de alterações nos neurotransmissores (dopamina e noradrenalina) que estabelecem as conexões entre os neurônios na região frontal do cérebro como as principais causas do transtorno do déficit de atenção. Algumas pesquisas indicam que fatores ambientais e neurológicos podem estar envolvidos, mas ainda não há consenso sobre o assunto.


Mito : TDAH não é uma doença.

A percepção pública do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) está repleto de mitos, equívocos e desinformação sobre a natureza do curso e tratamento da doença. Um equívocos comum é afirmar que o TDAH não é um distúrbio, uma doença, ou é exageradamente diagnosticada. Os críticos afirmam que muitas vezes as crianças são desnecessariamente medicadas, porque os pais não têm controle adequado de seus filhos indisciplinados, desmotivados, preguiçosos, ou que estão procurando uma vantagem acadêmica (por exemplo, testes, ou acomodações em sala de aula) nas escolas. Fala-se que uma intolerância crescente de brincadeiras de infância pode estar levando a mais e mais crianças serem rotulados com TDAH.


Abaixo, você encontrará um teste padronizado chamado ASRS, um teste somente para adultos.

Através de suas respostas será possível identificar a tendência ou a possibilidade de você ter TDAH e, dependendo do resultado encontrado, motivá-lo a buscar ajuda de um profissional para um melhor diagnóstico. Importante: Este teste não pode ser usado como único instrumento de avaliação.

Instruções:

Os 24 itens abaixo se referem à forma como se você se comportou e se sentiu durante a maior parte de sua vida adulta. Se você foi por muito tempo de um jeito e mudou recentemente, suas respostas devem refletir como você geralmente era.

1. Você tem a impressão de nunca atingir por completo seus objetivos, independentemente do quanto já alcançou?
a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

2. Acho que é difícil ler um material escrito a não ser que seja muito interessante e muito fácil.
a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

3. Especialmente em grupos, eu acho que é difícil permanecer focado sobre o que está sendo dito em conversas.
a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

4. Tenho um temperamento irritadiço e/ou sou pavio curto.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

5. Me irrito facilmente e aborreço-me por pequenas coisas.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

6. Digo coisas sem pensar e mais tarde lamento ter dito.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

7. Tomo decisões rapidamente, sem pensar o suficiente sobre suas possíveis consequências.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

8. Tenho problemas no meu relacionamento com as pessoas devido à minha tendência em falar primeiro e pensar depois.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

9. Meu humor tem altos e baixos.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

10. Tenho problemas de planejamento, ou seja, em que ordem fazer as tarefas ou atividades.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

11. Eu fico aborrecido com facilidade.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

12. Tenho baixa tolerância à críticas negativas e fico facilmente chateado com isso.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

13. Eu estou quase sempre me movimentando, sou muito agitado.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

14. Estou mais confortável quando estou me movimentando, do que quando estou parado.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

15. Em conversas, começo a responder as perguntas antes mesmo das pessoas a formularem completamente.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

16. Eu costumo trabalhar em mais de um projeto ao mesmo tempo, e acabo não terminando muitos deles.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

17. Há sempre muitas coisas e/ou interferências na minha cabeça.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

18. Mesmo quando estou sentado, estou normalmente movendo as mãos ou pés.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

19. Em atividades de grupo, é difícil para eu ter que esperar minha vez.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

20. Minha mente fica tão cheia que é difícil ter um bom funcionamento.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

21. Penso em muitas coisas ao mesmo tempo.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

22. Meu cérebro se sente como se fosse um aparelho de televisão com todos os canais ligados ao mesmo tempo.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

23. Estou sempre “viajando” ou “sonhando acordado” e é difícil controlar.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

24. Fico angustiado pela forma desorganizada do funcionamento do meu cérebro.

a) Nunca b) Só um pouco c) Razoavelmente d) Moderadamente e) Na maioria das vezes f) Muito

Sobre o teste
Este teste indica uma tendência ou probabilidade de ter ou não TDAH, para um diagnóstico mais preciso entre em contato com um médico neurologista ou psiquiatra.
Imprima o teste, preencha você mesmo e peça também para algum familiar preencher sobre você, leve o resultado para o seu médico.



Verifique abaixo os valores obtidos em cada resposta e faça o somatório dos mesmos:

Nunca = 0
Só um pouco = 1
Moderadamente = 2
Razoavelmente = 3
Na maioria das vezes = 4
Muito = 5

Total de respostas consistentes com sintomas de TDAH: 0
(Menos de 70: baixa probabilidade de TDAH)
Se você obteve menos de 70 pontos neste teste, indica baixa probabilidade de ter sintomas do TDAH.
Caso contrário, o melhor caminho é procurar um profissional para diagnóstico e tratamento corretos.

Já que o assunto em pauta neste artigo tem relação com comportamento e muitas pessoas hoje têm dificuldade de encontrar atendimento psicológico gratuito, encontramos aqui na internet o site KONKERO que indica este tipo de atendimento em todo território nacional. Esperamos que seja útil para aqueles que estiverem precisando!

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Nit Portal Social
Planejamento, Gerenciamento, Monitoramento de Mídias Sociais & Responsabilidade Social


Continue Lendo...

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

COM SEU VOTO E RUMO À VITÓRIA!


Comunicamos a todos os amigos do Nit Portal Social que fomos selecionados para a segunda etapa do Concurso Top Blog 2015

Trata-se de um concurso com premiação e reconhecimento e o Nit Portal Social recebe indicação pelo terceiro ano consecutivo.

Agora somos TOP 100!

Contamos com seu voto acessando o link http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89767!

Venha fazer parte desta conquista e de nossa VITÓRIA!
Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Continue Lendo...

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

RENOVAR MATRÍCULA!

Na reta final do ano letivo, famílias começam a se preparar para a renovação da matrícula dos filhos. Esse é um momento de grande ansiedade, pois muitas dúvidas acabam por roubar as noites de sono.

Famílias preocupadas com aprovações, mudança de escola, qual será a professora do próximo ano, valor da mensalidade, lista de material escolar entre outros critérios para a nova escolha. Manter ou permitir um novo começo em outra instituição. As incertezas e certezas anualmente se repetem, ora com mais intensidade ora não.

A angústia tem seu início nos valores de renovação, como, por exemplo, se haverá descontos, bolsas 
de estudo ou percentuais muito acima do esperado. Outro momento angustiante é com relação aos resultados obtidos através das notas e conceitos, ou seja, haverá aprovação ou reprovação? Algumas famílias também avaliam o desempenho cognitivo dos filhos e o relacionamento entre docente e discente e entre escola e família.

Um fator que pesa muito é se os anseios das famílias atribuídos à instituição, foram alcançados. Muitas nem se preocupam com as novas taxas estabelecidas, porém cobram atitudes que valorizam seus próprios desejos.

Para tanto, é necessário que o contrato de serviço prestado, que estabelece as normas da contratação, sejam esclarecedores e fidedignos. Nele deve conter todos os serviços oferecidos ao educando e os percentuais cobrados para atender o contratante.

No entanto, na hora de procurar uma escola, geralmente o anseio é dos pais que seguem seus parâmetros de desejos para um ideal educativo destinado aos seus filhos, mas, na maior parte das vezes, esquecem que seus filhos é que serão os frequentadores da escola.

Entendo ser inviável uma família procurar uma instituição, sem que o protagonista dessa ação o acompanhe.
Quando os pais chegam à escola para conhece-la e habilitá-la sozinhos, sempre os convido para trazerem a criança para também estar no contexto daquele ambiente. Por mais que haja aceitação dos responsáveis, quando o aluno é convidado a conhecer o espaço que irá estudar, tudo muda. Porque a resposta, na maior parte das vezes, é dada nesse momento. A criança não esconde o prazer ou desprazer em visitar o local e geralmente a resposta, ao final da visita, já foi dada. É muito interessante!

Em se tratando de renovação, por algumas incertezas e/ou descontentamentos, os pais procuram outra instituição para mudar os filhos e as vezes deixam de prestar atenção no que eles querem dizer. Alguns ficam tristes, outros inseguros, outros começam a mudar o comportamento, simplesmente porque não querem sair do ambiente educativo, pelos vínculos criados e pela afetividade com pessoas e vivências. Este é um momento familiar muito delicado e requer prudência para que, ao trocar de escola, não aconteçam desajustes emocionais que poderão causar transtornos na aprendizagem.

Estabelecer um bom relacionamento entre escola e família é o ideal para o sucesso escolar do educando e o elo motivador para a formação do cidadão autônomo e consciente, inserido no contexto.

Por Magda Asenete
Responsabilidade Social


Como o assunto de hoje é educação de nossos filhos não poderia deixar de citar a ARTE DE EDUCAR que já realizou 27 projetos distintos com dezoito empresas e oito órgãos governamentais, atingindo diretamente 5.700 pessoas e, indiretamente, outras 20.000 pessoas. (...) Em 2007, a Arte de Educar criou a tecnologis social Mandala de Saberes, com o objetivo de ampliar o diálogo entre as práticas escolares e as não escolares. Essa iniciativa recebeu vários prêmios, entre eles o Prêmio Itau Unice/2009. Atualmente essa metodologia integra a "Coleção Mais Educação" do Ministério da Educação e vem sendo utilizada no projeto nacional "Um Plano Articulado para Educação e Cultura", desenvolvido com o Ministério da Cultura para construção de novas políticas públicas em Cultura e Educação. 

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
Nit Portal Social
Planejamento, Gerenciamento, Monitoramento de Mídias Sociais & Responsabilidade Social
Continue Lendo...

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares