Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

PLANETA EM MOVIMENTAÇÃO

O eixo de rotação de qualquer planeta, incluindo a Terra, está em constante fluxo. É que planetas não são esferas perfeitas e sua massa está sempre em movimento.

Através de observações cuidadosas e modelos matemáticos descobriu-se que a recente alteração polar de nosso planeta tem duas causas: o derretimento das camadas de gelo na Groenlândia e na Antártida Ocidental e mudanças na distribuição global da água armazenada em terra.

RADIOATIVIDADE E AS SUAS FACES OCULTAS!


Ambos estão relacionados a um único fenômeno subjacente: a mudança climática está comandando o movimento do eixo polar. Os resultados foram publicados na revista Science Advances.



Cientistas vêm medindo cuidadosamente o eixo de rotação da Terra desde 1899. Antes do século XXI, o polo vagava em direção a Hudson Bay, Canadá, movendo-se a uma taxa de cerca de 7 cm por ano. Acredita-se que esta migração a longo prazo está relacionada à perda da camada de gelo Laurentide, que cobriu o Canadá, e grande parte do norte dos EUA durante a última era do gelo.

COMO ENXERGO AS CORES!


Mas por volta da virado do século, os nossos eixos de rotação seguiram um novo rumo. O polo norte de rotação agora está indo para o Leste, ao longo do meridiano de Greenwich e está se movendo duas vezes mais rápido do que antes.

No entanto, as camadas de gelo não contam a história completa. Ao combinar modelos de distribuição de massa com dados do satélite GRACE (Experimento de Recuperação de Gravidade e Clima) da NASA, encontrou-se um fator crítico: o armazenamento de água no solo - especialmente em toda a Eurásia (Eurásia é a massa que forma em conjunto a Europa e a Ásia. Pode ser considerada como um continente, ou mesmo um supercontinente composto pelos continentes europeu e asiático, separados pela cordilheira dos Montes Urais. Alguns países como a Rússia e Turquia estão nos dois continentes). (Fonte: Wikipédia)

Os seres humanos movem grandes volumes de água subterrânea através de bombeamento e também indiretamente através da mudança climática, que faz alguns lugares se tornarem mais secos e outros, mais úmidos. Tomadas em conjunto,  essas mudanças estão fazendo nosso planeta tombar ligeiramente para o lado.



Ainda este ano, um grupo de cientistas irá revisar formalmente uma proposta para definir uma nova era geológica, marcada por humanos e máquinas, chamada de "Antropoceno" - o termo ainda não é usado oficialmente por geólogos. O fato de que estamos mudando o eixo no qual nosso mundo gira poderá ser um forte argumento. (Fonte: Gizmodo Brasil) 

O estudo publicado na Sciense ainda mapeia outros sinais da presença humana na Terra que deve perdurar ao longo das eras. Um deles é a mudança na deposição de sedimentos causada pela urbanização, pelo desmatamento e pela construção de represas.

Outro deles é o uso de armas nucleares, detonadas duas vezes no fim da Segunda Guerra Mundial e dezenas de vezes em testes, até depois do século XX. (Fonte: G1 Globo.com)

MOTIVAÇÃO: A CHAVE DO SUCESSO! 


Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores


 https://www.facebook.com/nitportalsocial                        


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares