Home Facebook Twitter LinkedIn Feed Perfil Email
Nit Portal Social

↑ Grab this Headline Animator

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

CÂNCER DE INTESTINO: É POSSÍVEL PREVENIR?

Sim. A prevenção deste tipo de câncer, assim como outros cânceres baseia-se na adoção de hábitos saudáveis de vida, como a prática regular de exercícios e uma alimentação saudável, rica em fibras, vegetais e frutas.







 CHURRASQUEIRA ECOLOGICAMENTE CORRETA!




É recomendada a realização de exames periódicos, pois os fatores que podem estar associados ao desenvolvimento de tumores intestinais são: o envelhecimento, a existência de câncer intestinal entre familiares e a presença de outras doenças intestinais.


VOCÊ TEM CONSEGUIDO ALCANÇAR O QUE DESEJA? 


Indivíduos que não possuem sintomas e não tem histórico familiar, é importante, que façam os exames para que sejam detectadas, o quanto antes, lesões pré-malignas denominadas pólipos adenomatosos ou câncer em fase inicial. 

O câncer do cólon e reto, aqui denominado de câncer do intestino, encontra-se entre os dez primeiros tipos de câncer mais frequentes, sendo a quinta causa de morte por câncer no Brasil. Acometem semelhantemente indivíduos dos sexos masculino e feminino, principalmente após os 50 anos de idade.

O exame a ser feito a partir dos 50 anos de idade, para indivíduo que não apresenta história familiar da doença, é a colonoscopia que se tornou exame de rotina para prevenção de câncer colorretal.
Aqueles que possuem fatores de risco devem incluir o exame na rotina após os 40 anos. A colonoscopia também pode ser indicada em investigação de dores abdominais, alteração do hábito intestinal, hemorragias pelo ânus, diarreias e outras queixas relacionadas. Se os exames forem normais, devem ser repetidos a cada cinco ou dez anos. Já o resultado alterado deve ser repetido conforme orientação do médico.

ESTRESSE, CONHECER PARA VENCÊ-LO!


No passado, a prevenção ficava limitada à pesquisa de sangue oculto nas fezes, dadas às dificuldades associadas ao método e pela menor sensibilidade que tem em relação à colonoscopia - pode também ser um exame útil no diagnóstico precoce do câncer intestinal. Aqueles com pesquisa de sangue oculto nas fezes positiva devem ser encaminhados para consulta especializada.

Além da história genética, a presença de doenças inflamatórias intestinais crônicas, como a  doença de Crohn e a retocolite ulcerativa, aumenta o risco de câncer de cólon e reto. Isso acontece devido ao estímulo inflamatório constante, que culmina acelerando a multiplicação celular.

RISCOS DO USO INADEQUADO DE SHAKES!


Fatores relacionados ao estilo de vida parecem desempenhar importante papel na origem deste tumor.
A alimentação é um dos fatores primordiais. Os alimentos associados ao aumento de risco de desenvolver câncer intestinal são os defumados, como, por exemplo, lombinho e peito de peru; os embutidos, como salsichas e outros frios; além da carne vermelha e do churrasco, gorduras saturadas de origem animal. O consumo excessivo de álcool é também um fator de risco. A digestão desses alimentos resulta na produção de metabólitos, substâncias tóxicas que podem ser o estopim para transformação genética das células da mucosa no intestino grosso, se em muito tempo estiver em contato com a mucosa intestinal.

Por outro lado, alguns alimentos são conhecidos como protetores contra o câncer intestinal. São eles: frutas, verduras, legumes e grãos, ricos em fibras, cálcio, acido fólico, além de outros elementos que favorecem a saúde do intestino.  

AVALIANDO E DETECTANDO PROBLEMAS DE SAÚDE EM NOSSOS FILHOS! 


Segundo uma pesquisa polonesa divulgada na publicação European Journal of Cancer Prevention sugere que comer maçãs regularmente pode reduzir o risco de desenvolver câncer colorretal. Os cientistas observaram a diminuição da chance de desenvolvimento do tumor naqueles que consumiram maçã diariamente. A casca da maçã possui maior concentração de flavonoides (efeito antioxidante) sendo cinco vezes mais presente do que na polpa. Por isso quando consumi-las, lave-as bem e procure não descascá-las.
A atividade física rotineira e a manutenção do peso saudável também são medidas de reconhecido valor contra o câncer intestinal.

CHAKRAS E OS CRISTAIS!


Portanto, vida saudável, boa alimentação bem como a realização periódica dos exames para diagnóstico precoce, tende a reduzir a mortalidade pelo câncer intestinal.

E não se esqueça: A qualquer sintoma, procure um médico de sua confiança!


Por Cleise Peixoto
Nutricionista
CRN 971002070

Quer saber mais sobre o que está sendo feito pela prevenção desta doença? Acesse ABRAPRECI Associação Brasileira do Câncer de Intestino

Ana Porto/Sergio Honorato
Gestores
https://www.facebook.com/nitportalsocial                        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui seu comentário é muito importante!

Leia também...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares